Assassinos da Lua das Flores – Final Explicado: O Julgamento e o Resultado dos Assassinatos de Osage

“Os Assassinos da Lua das Flores”: Explorando o desfecho do filme e as mudanças na história real

O desfecho de “Assassinos da Lua das Flores” é angustiante. Sob a direção de Martin Scorsese, o filme retrata a Nação Osage finalmente alcançando justiça após anos de assassinatos, roubos e

abusos. Com a chegada de Tom White do Bureau of Investigation, William King Hale, ciente de que será investigado, arquiteta os assassinatos das pessoas envolvidas nos crimes contra os

membros da Nação Osage, incluindo Henry Roan. No entanto, quando Blackie Thompson é preso, ele revela quem o contratou, e Ernest Burkhart é detido, optando por testemunhar contra seu

tio.

Durante a investigação do BOI, Mollie Burkhart, à beira da morte após ser envenenada por seus médicos (sob as ordens de Hale e Ernest), é encontrada e levada ao hospital, onde começa a se

recuperar. Inicialmente, Mollie apoia o marido, acreditando em sua inocência, mas durante seu depoimento ela descobre o quão profundamente ele estava envolvido nos assassinatos de seus

familiares e de outros membros da Nação Osage. Após a morte de sua filha mais nova, Mollie decide deixar Ernest, horrorizada com suas ações. Hale e Ernest são condenados à prisão por seus

crimes, com Ernest se declarando culpado por seu papel na morte de Rita, sua cunhada, e de sua família.

 

|   RELACIONADO:

Pobres Criaturas: Significado da Cena da Maçã com Emma Stone explicado

 

Os planos Osage de William King Hale e Ernest Burkhart explicados

Robert De Niro e Leonardo DiCaprio em Assassinos da Lua das Flores

No final da década de 1890, a nação Osage fez uma descoberta que mudaria suas vidas para sempre: petróleo. Esse recurso precioso trouxe riqueza inimaginável para a comunidade, e para

proteger suas terras e fortunas, os Osage receberam direitos de propriedade que poderiam ser transmitidos dentro da família. Essa riqueza foi o cerne da trama assassina de William King Hale.

Seu plano visava eliminar toda a família de Mollie para que os direitos de propriedade fossem herdados por ele. Para executar seu plano, Hale recrutou Ernest e até mesmo se casou com Mollie

como parte de sua estratégia. Havia até mesmo indícios de que ele planejava eliminar Ernest eventualmente, para que não precisasse compartilhar a riqueza com o sobrinho, uma vez que uma

pessoa poderia herdar vários direitos de propriedade.

Hale acreditava que poderia escapar impune de seus crimes devido ao seu profundo envolvimento na comunidade da nação Osage. Ele cultivou amizades com membros do conselho tribal e outros

líderes locais, investiu na economia local e tinha influência sobre as autoridades locais. Isso lhe garantia uma sensação de impunidade, permitindo que continuasse com seus atos nefastos

enquanto mantinha as aparências de amizade com os Osage. No cerne do plano de Hale estava a ganância, enquanto Ernest concordou por sua cobiça pelo dinheiro. Apesar de fingir ser um

aliado, Hale secretamente desdenhava a ideia de os Osage desfrutarem de riqueza e prosperidade.

 

Ernest sabia que estava envenenando Mollie?

Ernest, de Leonardo DiCaprio, embala a doente Mollie, de Lily Gladstone, em Killers of the Flower Moon

Ernest administra pequenas doses de veneno a Mollie em Assassinos da Lua das Flores, mas pode não ter percebido completamente a extensão de suas ações. Sendo um seguidor cegamente leal

do perversamente corrupto Hale, a confiança de Ernest de que Hale não iria tão longe a ponto de matar Mollie superava suas próprias suspeitas internas de estar envolvido na morte de sua

própria esposa. Scorsese explicou que Ernest envenenou Mollie para seguir as ordens de seu tio, mas, no final das contas, negou suas próprias ações, revelando uma das maiores falhas de seu

caráter. Se Ernest tivesse sido capaz de avaliar a situação com honestidade, talvez não teria sido capaz de seguir o plano de seu tio.

Por que Ernest finalmente decide testemunhar contra seu tio

William Hale e WS Hamilton sentados no tribunal com pessoas atrás deles em Killers of the Flower Moon.

Ernest percebeu que estava encurralado quando o FBI prendeu Blackie Thompson, que revelou quem o contratou para matar Henry Roan e procurou Kirby para matar Rita. Talvez uma pequena

parte dele tenha sentido culpa pelo seu papel nos assassinatos dos Osages, mas ele sabia que não havia saída da investigação sem consequências. Ernest imaginou que seria a testemunha principal

do julgamento na esperança de escapar com uma sentença mais leve.

No final das contas, Ernest, perdendo sua filha mais nova e percebendo que seu tio mal se importava com o que aconteceu, chegou ao limite, levando-o a revelar a verdade ao juiz e ao júri. É

possível que ele sentisse que não tinha mais nada a perder naquele momento, especialmente porque Mollie não estava mais falando com ele ou ficando ao seu lado. E embora Assassinos da Lua

das Flores afirme que o plano original foi liderado por Hale, Ernest foi cúmplice.

 

Por que os Osage não suspeitam de Hale ou Ernest nos assassinatos

filme os assassinos da lua flor

Ao assistir Assassinos da Lua das Flores, Martin Scorsese revela os culpados desde o início, permitindo que os espectadores testemunhem o desenrolar dos eventos sob essa perspectiva.

No entanto, tanto Mollie Burkhart quanto a nação Osage confiavam em Hale e Ernest. Hale era estimado e respeitado, e os osages acreditavam em sua confiabilidade. Ele era visto como um amigo

da comunidade e não havia sinais evidentes de que ele fosse diferente. Hale até ajudou nas investigações para encontrar o assassino de Anna, o que explicaria por que os Osage não suspeitaram

dele durante o Reinado do Terror.

Da mesma forma, Mollie acreditava na bondade de Ernest e em sua incapacidade de causar qualquer mal. Ela pensava que ele a amava e jamais faria mal a ela ou a seus filhos. Afinal, Mollie e

Ernest estavam casados há uma década antes que a verdade viesse à tona. Os crimes cometidos por Ernest e Hale representaram uma quebra de confiança e traíram a gentileza demonstrada pelo

povo Osage. Imaginar alguém tão próximo cometendo atos tão sinistros era algo inimaginável para os osages. Além disso, eles temiam retaliar contra Hale.

 

O que Assassinos da Lua das Flores muda no livro

assassinos das mudanças da lua das flores

Assistindo Assassinos da Lua das Flores, Martin Scorsese revela os culpados desde o início e os espectadores testemunham como tudo se desenrola sob essa perspectiva. No entanto, Mollie

Burkhart e a nação Osage confiaram em Hale e Ernest. Hale era querido e respeitado, e os Osages acreditavam que ele era confiável. Ele era amigo dos Osages e nada — pelo menos não

abertamente — indicava que ele fosse diferente. Hale até pareceu ser útil na tentativa de encontrar o assassino de Anna, então faz sentido que os Osages não tivessem suspeitado dele durante o

Reinado do Terror.

Da mesma forma, Mollie acreditava que Ernest não era capaz de causar nenhum dano. Ela pensava que ele a amava e nunca machucaria ela ou seus filhos. Afinal, Mollie e Ernest foram casados

por uma década antes que a verdade fosse finalmente revelada. Os crimes de Ernest e Hale foram uma quebra de confiança e uma traição ao Osage, que tinha sido muito gentil com eles. Pensar

em alguém tão próximo fazendo algo tão sinistro era algo que os Osages não conseguiam imaginar. Eles também tinham medo de falar contra Hale por medo de retaliação.

 

Explicação da tutela de Mollie Burkhart

Leonardo DiCaprio como Ernest Burkhart e Lily Gladstone como Mollie Burkhart sentados em uma mesa em Killers of the Flower Moon
Assistindo Assassinos da Lua das Flores é baseado em uma história real e tira muitos de seus fatos e pesquisas do livro de David Grann de 2017 sobre os assassinatos da Nação Osage.

No entanto, ao contrário

do livro de Grann, o mistério sobre quem cometeu a conspiração assassina contra os Osage é revelado desde o início emAssistindo Assassinos da Lua das Flores. Além disso, o livro se concentra

mais na

investigação do FBI, com Mollie e Ernest, em particular, à margem. É Tom White, interpretado por Jesse Plemons no filme, quem ocupa o centro do livro de Grann, mas Scorsese inverteu o foco

do livro para destacar a família de Mollie e seu relacionamento com Ernest em meio às tragédias.

Depois disso, os não-Osage - conhecidos como guardiões brancos - foram nomeados para administrar as finanças dos Osage, o que significava que eles precisavam de aprovação para qualquer

gasto. Embora Mollie e os Osage tivessem dinheiro do petróleo, eles estavam sob tutela e não podiam usá-lo livremente. Assim, eles foram controlados por aqueles que tinham más intenções e se

tornaram cúmplices nos planos de assassinato para herdar os direitos de propriedade. Mollie finalmente entrou com uma ação para encerrar a tutela em 1931 e saiu vitoriosa.

 

Cena do programa de rádio de Assassinos da Lua das Flores e seu verdadeiro significado

Scorsese também trouxe clareza à cena final do programa de rádio em Assassinos da Lua das Flores. Ele explicou: “Bem, o que acontece no livro é que é o nascimento do FBI. Certo? E então o FBI

precisava de propaganda. E então eles foram ao rádio e eu cresci ouvindo rádio antes de termos TV.” Parece que a cena foi inspirada tanto pelo período da vida real em que o rádio era uma das

principais formas de comunicação, quanto pela infância de Scorsese. O verdadeiro significado da cena do rádio em Assassinos da Lua das Flores é mostrar como o crime verdadeiro é

frequentemente transformado e dramatizado como entretenimento, assim como o próprio filme.

 

O que acontece com Mollie, The Osage, Ernest e King depois do filme

Leonardo DiCaprio como Ernest Burkhart e Lily Gladstone como Mollie Burkhart em um campo em Killers of the Flower Moon

Depois que Ernest confessou sua participação nos assassinatos, Mollie divorciou-se dele e se casou novamente em 1928, com John William Cobb. Os filhos de Mollie foram profundamente

afetados pelos eventos e pelo envolvimento do pai nos assassinatos de suas tias. Mollie conseguiu deixar o sistema de tutela e aparentemente viveu uma vida tranquila até sua morte em 1937,

aos 50 anos. Seus filhos herdaram sua propriedade, mas a fortuna do petróleo Osage começou a diminuir ao longo do tempo. A neta de Mollie, Margie Burkhart, ainda reside em Oklahoma.

Após o julgamento, Ernest e Hale foram condenados à prisão perpétua. Ernest foi libertado condicionalmente em 1937, o mesmo ano em que Mollie faleceu, mas acabou roubando outra membro

da família Burkhart, sua cunhada Lillie, o que levou à revogação de sua liberdade condicional. Ernest foi libertado condicionalmente novamente em 1957 e tentou se reconciliar com seu filho

James, mas este estava muito magoado e ressentido para estabelecer qualquer tipo de relacionamento com ele (via Tulsa Kids).

Ernest eventualmente solicitou e recebeu perdão em 1966 devido à sua cooperação na investigação do FBI e seu testemunho que identificou seu papel e o de Hale nos assassinatos. Ele faleceu em

1986. Hale, por outro lado, nunca admitiu culpa ou expressou remorso por seus atos. Após vários julgamentos, Hale foi considerado culpado e condenado à prisão perpétua. Ele acabou sendo

libertado condicionalmente em 1947 e se mudou para o Arizona alguns anos depois. Hale faleceu em 1962.

 

O significado mais profundo das tragédias de Osage

Lily Gladstone abraça Leonardo DiCaprio em Killers of the Flower Moon

Os assassinatos não apenas deixaram uma marca profunda na nação Osage por várias gerações, mas também expuseram as práticas racistas que permitiram a Hale tirar vantagem de sua

confiança, como é retratado em Assassinos da Lua das Flores. Se os Osage tivessem tido controle sobre seu próprio dinheiro, em vez de serem submetidos a tutelas, talvez não tivessem sido tão

facilmente explorados. A tutela e o saque das terras, finanças e vidas dos Osage são apenas mais um exemplo do tratamento injusto das populações indígenas nos Estados Unidos. Os assassinatos

dos Osage destacaram essa injustiça de maneira ainda mais evidente, pois foram motivados por ideais de supremacia branca e ódio racial.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by MonsterInsights