“A Vingança Está na Moda:” Explicando as Divergências Entre a Obra Cinematográfica e Literária

“ATENÇÃO:Este artigo contém spoilers importantes sobre o filme A Vingança Está Na Moda”

A Vingança Está na Moda (2016), de Jocelyn Moorhouse, é, em grande parte, uma adaptação fiel do romance homônimo de Rosalie Ham. Ambas as obras

giram em torno de Tilly, uma costureira de sucesso que retorna à sua pequena cidade no interior da Austrália vinte e cinco anos depois de ser culpada pelo

assassinato de sua colega de escola e exilada. Além de buscar vingança contra aqueles que a injustiçaram, Tilly também transforma as mulheres de sua cidade natal

com sua moda de alta costura. O filme preserva a maior parte dos acontecimentos do livro, adaptando até mesmo grande parte do diálogo palavra por palavra.

Além de pequenas mudanças e da omissão ou alteração de certos personagens, a versão de A Vingança Está na Moda de Moorhouse reinterpreta principalmente o

estilo, o tom e a sensibilidade genérica do material de origem.

 

|   RELACIONADO:

 

No livro,

Tilly retorna à sua cidade natal, Dungatar, para cuidar de sua mãe idosa. No filme, Tilly também volta a Dungatar para cuidar de sua mãe, mas a

motivação principal da vingança está claramente em sua mente. Ao contrário do romance, suas primeiras palavras no filme são: “Estou de volta, seus desgraçados”,

destacando a trama de vingança que está prestes a se desenrolar. Moorhouse foi tão longe a ponto de descrever o projeto como “Os Imperdoáveis de Clint

Eastwood com uma máquina de costura”.

No filme, Tilly não tem memória de seu passado “assassino” e investiga, extraiendo informações de outras pessoas para usar como combustível em sua vingança.

No entanto, no livro, Tilly se lembra de cada detalhe do dia em que seu colega de escola, Stewart Pettyman, morreu.

 

Personagens ausentes

A cidade de Dungatar é significativamente maior no romance de Ham, resultando na exclusão de muitos personagens coadjuvantes no filme. Por exemplo, embora o

Station Hotel seja retratado no filme, os proprietários Fred e Purl foram completamente cortados. Nancy Pickett é uma das mulheres fofoqueiras no filme, mas seu

irmão Bobby não é apresentado. Em outros casos, certos personagens são totalmente substituídos. A professora Prudence Dimm e sua irmã Ruth Dimm foram

substituídas por Beulah Harridiene e sua irmã Prudence Harridiene. Embora Beulah seja uma personagem do romance, ela não era a professora de Tilly. Em vez

disso, ela é retratada como a vizinha intrometida de Tilly.

 

Enredos ausentes e cenas alteradas

Ao remover tantos personagens do filme, naturalmente, vários enredos também estão ausentes. Embora o filme apresente vários casos românticos, nem todos foram

incluídos. Um dos casos mais notáveis ausentes no filme é o relacionamento entre Ruth Dimm e Nancy Pickett. Como Ruth Dimm não está no filme, o

relacionamento secreto de Nancy também não é explorado.

Além disso, há várias cenas importantes no filme que não aparecem no livro. Por exemplo, a memorável aparição de Tilly no jogo de futebol foi uma adição ao

roteiro. No livro, Tilly não está presente, o que dá aos habitantes da cidade a oportunidade de fofocar sobre ela pelas costas.

Existem outros pontos menores da trama que são alterados ou omitidos no filme. Por exemplo, no livro, Gertrude engravida, mas essa parte da história é omitida

no filme. Além disso, no filme, Barney conta a Teddy o que viu no dia em que Stewart Pettyman morreu, enquanto no livro é o pai de Teddy, Edward

McSwiney, quem testemunhou aquele dia.

O clímax vingativo também difere entre o filme e o material original. No livro, Tilly sugere o competitivo Eisteddfod como parte de sua vingança, enquanto no filme,

a mãe de Tilly, Molly, encontra o folheto da competição e o compartilha com a filha. Além disso, os resultados da vingança de Tilly diferem entre os textos.

No final do livro, o sargento Farrat fica com o resto dos habitantes da cidade enquanto Dungatar é totalmente queimada. No filme, ele faz as pazes com Tilly e vai

para a prisão para protegê-la, evitando o ataque final de Tilly.

Mudança de gênero

Uma das maiores mudanças feitas no filme é a completa alteração de gênero e tom. Enquanto a vingança é um tema central em ambas as obras, o livro é

principalmente um romance e drama gótico. Por outro lado, o filme transita por diferentes gêneros. As cenas muitas vezes variam entre romance, palhaçada absurda

e faroeste espaguete. Enquanto o livro mantém tons uniformes, o filme é mais difícil de categorizar em apenas um gênero.

É natural que os filmes divergam de seu material original, porém A Vingança Está na Moda continua sendo uma adaptação bastante fiel e extremamente divertida.

Os fãs ainda podem apreciar o humor seco e sarcástico de Tilly e os elegantes vestidos de alta costura usados pelas mulheres da cidade (e pelo sargento Farrat) na

adaptação de A Vingança Está na Moda, de Moorhouse.

O filme “A Vingança Está na Moda” está disponível para transmissão na Netflix.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by MonsterInsights