A comédia dramática LGBTQ + liderada por Dakota Johnson levou sua personagem, Lucy, em uma jornada de assumir-se, auto-aceitação e crescimento com um final feliz.

“ATENÇÃO: Este artigo contém spoilers importantes sobre a comédia dramática LGBTQ + Está Tudo Bem Comigo?”

Está Tudo Bem Comigo? estreou no Festival de Cinema de Sundance de 2022, e o filme finalmente será transmitido no Max em junho, bem a tempo para o Mês do Orgulho. Está Tudo Bem Comigo? marcou a estreia na co-direção de Tig Notaro e Stephanie Allyne, que são atrizes e esposas comediantes. Elas já trabalharam juntas na série semiautobiográfica de Notaro, One Mississippi, onde interpretaram interesses amorosos. Está Tudo Bem Comigo?, que narra a história de uma mulher que descobre ser lésbica aos 30 anos, é baseada na história real da escritora Lauren Pomerantz.

Dakota Johnson estrela como a protagonista, Lucy. Johnson oferece uma performance fundamentada e identificável em Está Tudo Bem Comigo?, incorporando as emoções complexas de sua experiência de se assumir. Isso contrasta com seu filme mais recente, Madame Web, como evidenciado pelas críticas positivas de Está Tudo Bem Comigo?. Johnson é acompanhada por Sonoya Mizuno como a melhor amiga de Lucy, Jane, com Jermaine Fowler, Kiersey Clemons, Molly Gordon e outros formando o elenco de apoio. Está Tudo Bem Comigo? é engraçado, emocionante, comovente e, em última análise, uma história sobre amizade, crescimento e mudança.

|  RELACIONADO:

Puppy Love: Lucy Hale explica Porque nomeou o cachorro de Channing Tatum (e não “Mutt Damon”)

 

Por que Lucy vai para Londres com Jane, Está Tudo Bem Comigo?

Lucy decidir ir para Londres mostrou seu crescimento

Lucy e sua melhor amiga Jane estão em momentos muito diferentes de suas vidas quando os espectadores as conhecem em Está Tudo Bem Comigo?. Lucy é uma mulher solteira que nunca teve um relacionamento sério, enquanto Jane mantém um relacionamento de longa data com seu namorado, Danny (Jermaine Fowler), e espera que ele a peça em casamento em breve. Lucy trabalha como recepcionista em um spa, embora sua verdadeira paixão seja a pintura, enquanto Jane obteve sucesso em um trabalho corporativo. Tanto sucesso, na verdade, que ela foi convidada para administrar o escritório de sua empresa em Londres.
Jane, que cresceu em Londres e se mudou para os Estados Unidos aos 16 anos, aproveita a oportunidade. Obviamente, esta é uma grande mudança para ela, assim como para sua amizade com Lucy, que às vezes pode ser vista como co-dependente. Lucy tem dificuldade com mudanças, e sua previsibilidade e tendência a se voltar para coisas que a fazem se sentir segura e confortável são enfatizadas ao longo do filme. Assim, foi um pouco surpreendente quando Lucy decidiu se juntar a Jane em Londres no final de Está Tudo Bem Comigo? para ajudá-la a se acomodar.

No entanto, esta foi apenas mais uma prova do crescimento de Lucy ao longo do filme. Lucy estava dando um grande salto e abraçando a mudança, tendo largado o emprego para se concentrar novamente na pintura. Com a saída de Jane, não havia nada ligando Lucy a Los Angeles além da familiaridade. Ao ir com Jane, ela não estava apenas tentando algo novo, mas também assumindo um novo papel na amizade delas, como aquela que apoiava os riscos. Além disso, por não se comprometer com um período específico de permanência lá, Lucy deixou espaço para muitas opções e possibilidades a serem exploradas.

 

A sexualidade de Britt em Está Tudo Bem Comigo? Explicado

Lucy presumiu que Britt era heterossexual

Brittany (Kiersey Clemons) com olhar arrogante em Am I Ok?
Parte da decisão de Lucy de explorar sua sexualidade em Está Tudo Bem Comigo? foi provocada por sua paixão por sua colega de trabalho, Britt (Kiersey Clemons).

Os sentimentos delas pareciam mútuos, com Britt constantemente flertando com Lucy e iniciando uma amizade entre elas. Em muitos aspectos, Britt era o oposto de Lucy. Ela era extrovertida, atrevida e alegre, enquanto Lucy tendia a ser mais reservada e estranha com pessoas de quem ainda não era próxima. Mesmo assim, Lucy se arriscou com Britt, que se tornou a primeira mulher com quem ela ficou.

Lucy também foi a primeira mulher com quem Britt esteve e, antes de ficarem juntas, Britt conversou com Lucy sobre a sexualidade ser um espectro. Infelizmente para Lucy, Britt colocou distância entre elas após a ligação e voltou com o ex-namorado. Isso levou Lucy a presumir que Britt era heterossexual, e ela poderia ter sido, mas é mais provável que sua sexualidade fosse fluida.

É importante ter representação LGBTQ+ em personagens como Lucy e Britt, nenhuma das quais é considerada hétero, mas tem jornadas e perspectivas muito diferentes sobre suas sexualidades. Está Tudo Bem Comigo? não acabou tendo a estranha história de amor que Lucy procurava, mas teve romance. No final de Está Tudo Bem Comigo?, Lucy abraçou sua sexualidade e começou a sair com mulheres.

 

 

O propósito mais profundo do personagem Kat em Está Tudo Bem Comigo?

Kat representou um ponto de viragem para Jane

Lucy (Dakota Johnson) e Jane (Sonoya Mizuno) conversando em um bar em Am I Ok?
Kat (Molly Gordon) é principalmente um alívio cômico em Está Tudo Bem Comigo?, mas sua personagem serve a um propósito mais profundo no filme. Kat é apresentada como colega de trabalho e nova amiga de Jane que se juntará a ela em Londres.

Suas diferenças são óbvias imediatamente, já que Kat parece egocêntrica e mais interessada nas mídias sociais do que na vida real. No entanto, quando Lucy tenta apontar que Jane não gosta de coisas como Instagram, Jane a acalma e diz que é algo em que ela poderia se interessar.

Lucy não gostava de Kat e, embora Jane presumisse que era só porque ela estava com ciúmes por ter amigos fora do círculo delas, havia mais do que isso. Jane mudou parte de sua personalidade por causa de Kat, ou pelo menos Kat trouxe à tona as partes mais desagradáveis de sua personalidade quando estava perto dela. Embora Jane negasse que estava tentando substituir Lucy por Kat, ela certamente estava tentando aprofundar a amizade com Kat, já que Kat estaria com ela em Londres e Lucy não.

A proximidade de Jane com Kat representou não apenas uma virada em sua amizade com Lucy, causando uma grande discussão entre as melhores amigas, mas também em sua própria personalidade. Embora Jane passasse a se ressentir da natureza egocêntrica de Kat, ela tinha seus próprios problemas. Danny disse a Jane que não poderia se juntar a ela em Londres, pelo menos não imediatamente, porque ele morava em Los Angeles. Jane simplesmente presumiu que Danny aceitaria deixar tudo para trás, pois ela não considerava que ele tivesse uma vida além dela.

 

Camafeu de Tig Notaro Está Tudo Bem Comigo? Explicado

Tig Notaro interpretou o líder de um retiro de rede

Tig Notaro fazendo stand up

Um dos momentos mais reveladores de Está Tudo Bem Comigo?, que mostrou o quanto Jane estava mudando em relação a Kat, foi o retiro na rede. O presente de aniversário de Kat para Jane foi um retiro isolado onde elas passariam o tempo todo em redes. Isso não era algo que interessasse a Jane de forma alguma, mas em vez de contar isso a Kat, como Danny sugeriu, ela não disse uma palavra e compareceu ao retiro, onde estava previsivelmente infeliz.

Ela não apenas não queria estar lá, mas também estava brigando com Lucy e Danny disse que não poderia acompanhá-la a Londres. A líder do retiro da rede, Sheila, foi interpretada por Tig Notaro. Essa participação especial tinha camadas, já que Notaro co-dirigiu Está Tudo Bem Comigo?. Fora da história, ela comandava o set, enquanto dentro da história ela comandava o retiro da rede. Ela usava uma longa peruca grisalha, muito diferente de seu habitual cabelo curto e cortado, mas seu talento cômico brilhou na cena curta.

 

O problema com a amizade de Jane e Lucy Está Tudo Bem Comigo?

Jane e Lucy nem sempre foram grandes amigas

Lucy (Dakota Johnson) e Jane (Sonoya Mizuno) em uma festa em Am I Ok?

Apesar de sua história juntas e da química entre Sonoya Mizuno e Dakota Johnson, a briga entre Lucy e Jane em Está Tudo Bem Comigo? era necessária e há muito esperada. Embora os opostos muitas vezes se atraiam, chega um ponto em que as diferenças entre as pessoas começam a causar mais danos do que benefícios. Quando finalmente brigaram, Jane e Lucy fizeram comentários importantes e duros uma sobre a outra. Jane era muito controladora, mas Lucy também era muito passiva e tinha medo de realmente viver sua vida.

Os problemas com a amizade de Jane e Lucy em Está Tudo Bem Comigo? ficaram claros através de suas brigas e diferentes cenas que mostraram que elas nem sempre foram grandes amigas uma da outra. No entanto, a briga também as levou a fazer mudanças importantes em suas vidas. Jane percebeu que precisava de Lucy tanto quanto Lucy precisava dela, e as palavras de Jane inspiraram Lucy a ser mais independente e a fazer coisas fora de sua zona de conforto.

Isso ajudou a tornar o final de Está Tudo Bem Comigo? mais satisfatório, pois, embora todos os seus problemas não tenham sido resolvidos, elas tiveram a chance de tentar novamente como pessoas mais maduras e evoluídas.

 

O verdadeiro significado do final de Está Tudo Bem Comigo?

O título é dito por Lucy no filme
Lucy (Dakota Johnson) chorando, deitada em sua cama em Am I Ok?

Está Tudo Bem Comigo? apresenta uma queda no título de Lucy no início do filme, mas tem um significado mais profundo do que apenas aquela cena. “Estou bem?”, Lucy constantemente diz às pessoas que está bem, mesmo quando não está. Ela reprime seus sentimentos a ponto de ter um colapso emocional quando finalmente aceita sua sexualidade. Ela mal se permitiu considerar a ideia de que poderia ser lésbica, muito menos agir de acordo com seus sentimentos pelas mulheres, antes de conversar com Jane sobre Britt.

Lucy pergunta a Jane “Estou bem?” depois de confessar que nem tem certeza se já foi feliz. Ela está se reprimindo há tanto tempo que nem tem certeza de quem é, mas Jane apenas vê isso como uma desculpa para Lucy não sair de sua zona de conforto. Jane finalmente garante a Lucy que ela ficará bem, mas o título não se aplica apenas a Lucy. É uma pergunta que Jane deveria estar se perguntando também. No final de Está Tudo Bem Comigo?, parece que ambas podem responder “sim” à questão colocada pelo título.

 

A comédia dramática LGBTQ + liderada por Dakota “Está Tudo Bem Comigo?” : Está disponível para transmissão na Paramount+

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by MonsterInsights