Confira o final de O Alfaiate explicado em detalhes

               “ATENÇÃO: este artigo contém spoilers do filme “Alfaiate”

Explicação do desfecho de O Alafaiate e temas analisados: O Alafaiate (2022), dirigido por Graham Moore, é uma produção meticulosa e

sofisticada que evoca a sensibilidade de uma peça íntima, dialogando com os arquétipos do universo gangsteril frequentemente encontrados

em narrativas de crime. Desenvolvendo-se quase exclusivamente ao longo de uma única noite e situado em um único cenário, O Alafaiat

mescla o carisma de seus protagonistas cuidadosamente selecionados com uma trama sutil sobre indivíduos em busca de ludibriar uns aos

outros. Construído com meticulosidade e envolto em uma aura de sutileza, típica dos filmes do gênero, este é um relato carregado de

suspense sobre assassinato e manipulação, proporcionando uma experiência cinematográfica nostálgica e intrigante.

 

|    RELACIONADO:

 

O Alfaiate (2022) Resumo e sinopse do enredo do filme:

O enredo se desenrola em uma noite gélida, ao som de uma narração serena, precisa e estilizada por Leonard Burling (interpretado por

Mark Rylance). Ele é um alfaiate inglês (ou, como prefere ser chamado, um ‘cortador’) que fincou raízes em Chicago após deixar sua terra

natal em 1956. A narração também nos conduz à sua modesta alfaiataria e à sua habilidade meticulosa em gerenciá-la, onde os impecáveis

trajes por ele confeccionados se tornam a razão de sua existência.

Sua habilidade excepcional no ofício é acompanhada pelo seu genuíno amor e dedicação ao trabalho. Leonard é habilmente auxiliado por

sua recepcionista, Mable (interpretada por Zoey Deutch), a quem ele considera como uma filha. No entanto, para Mable, essa conexão

afetiva não tem o mesmo peso; seus anseios transcendem os limites do bairro e da cidade de Chicago. Embora ela mantenha uma atitude

amigável para com ele, seus sonhos a conduzem para além das fronteiras conhecidas, em busca de novos horizontes e oportunidades.

Mable almeja um lugar onde possa começar de novo e se libertar do fardo de estar presa a um lugar que a limita a explorar o mundo.

No entanto, junto com as facetas positivas da loja, as sombras também pairam próximas. Enquanto a loja de Leonard serve como um local

onde cavalheiros podem adquirir as melhores vestimentas do bairro, ela também atua como um ponto de comunicação entre os diversos

membros das gangues que dominam o submundo local. Nos fundos da loja, uma pequena caixa de correio serve como um centro de troca de

informações cruciais para as gangues da região, especialmente para o clã liderado por Roy Boyle, um dos primeiros clientes de Leonard.

Clientes e visitantes frequentes adentram e saem para conferir a caixa de correio, com destaque para Richie (o filho de Roy Boyle,

interpretado por Dylan O’Brien) e seu leal capanga, Francis (Johnny Flynn). Leonard está plenamente ciente da sombria realidade que o

cerca, mas seu olhar perspicaz já se acostumou com essa atmosfera. Ele treinou a si mesmo para desviar o olhar das trevas que o cercam,

assegurando que seu negócio prospere mesmo em meio à violência circundante.

Preocupado, Leonard observa de perto a situação. Ele fica especialmente inquieto com a possibilidade de que Mable, que está envolvida

romanticamente com o filho mimado de Boyle, Richie, possa estar em perigo. Mesmo tentando alertá-la, seus avisos são ignorados quando

ela descarta qualquer preocupação com sua segurança. Em uma das raras noites em que o filme se desenrola, Mable e Richie chegam à loja

após uma de suas escapadas românticas. Enquanto Leonard finge estar dormindo nos fundos da loja, ele captura fragmentos de conversas

que revelam a tensão entre Richie e Francis, este último considerado próximo e querido pelo pai de Richie, Roy Boyle.

Enquanto isso, Richie e Francis têm sido alvos de correspondências da “The Outfit”, uma organização clandestina identificada por seu

distintivo logotipo. Essa sequência de eventos culmina na noite em que a maior parte da trama se desenrola. Após um confronto violento com

a gangue rival dos “The La Fontaines”, Richie chega à loja sangrando devido a um ferimento de bala.

Diante da impossibilidade de levar Richie ao hospital devido à violência entre as gangues, Francis recorre a Leonard para que este

costure o ferimento do jovem. Enquanto isso, ele revela ter recebido um pacote contendo um gravador e uma nota que alerta sobre a

existência de um informante dentro do clã da família Boyle, vazando informações para o FBI. A mensagem indica que a fita precisa ser

ouvida com atenção para pôr fim à violência que assola as ruas. Francis então confia a Leonard a responsabilidade de cuidar da fita e de

Richie até que este recupere a consciência.

A partir daí, desenrola-se uma série de manobras e traições, em que Leonard parece manipular os eventos de maneira misteriosa, com

motivações desconhecidas para o público.

 

Quem é ‘O Rato’?

A identidade de “O Rato” continua sendo uma incógnita em constante mutação. O diretor Graham Moore utiliza esse enredo como um

combustível perfeito para criar reviravoltas cativantes e imprevisíveis.

A primeira menção a “O Rato” surge quando Francis sai em busca da fita, levantando para Leonard a possibilidade de que alguém dentro

da família ou dos círculos próximos esteja traindo-os por motivos ocultos.

Quando Richie finalmente desperta após receber os cuidados de Leonard, ele inicia uma conversa. Durante o diálogo, Leonard afirma

ser, na verdade, “O Rato”. No entanto, essa alegação é prontamente descartada por Richie, que não vê motivos para alguém que se

beneficiou da generosidade da família para abrir uma loja no bairro trair aqueles que o ajudaram.

Mais tarde, Richie lança a acusação de que o confidente de seu pai e seu parceiro, Francis, é “O Rato”. No entanto, é evidente tanto para

Leonard quanto para o público que essa afirmação é impulsionada pelo ciúme e carece de qualquer fundamento sólido. Mesmo assim,

Leonard decide explorar essa informação valiosa e o clima de ciúme que paira no ar em seu benefício.

A questão crucial sobre a verdadeira identidade de “O Rato” permanece. Posteriormente, é revelado que, na verdade, Mable tem sido a

traidora o tempo todo. Ela tem vendido informações sobre as atividades da família Boyle para “Os LaFontaines” e para qualquer outro

interessado disposto a pagar um preço alto. Essa revelação ocorre no último ato, quando Francis é o único que resta na loja com Mable e

Leonard, e a situação atinge um ponto crítico, com Francis prestes a confrontar Mable, ou até mesmo ambos.

 

Por que Francis mata Richie?

Francis mata Richie em um momento de alta tensão e confusão, desencadeado por uma série de eventos anteriores. Leonard, percebendo

as dúvidas de Francis em relação a Richie, elabora um plano meticuloso para semear ainda mais discordância entre os dois.

Ao retornar à loja, Francis é confrontado por Leonard, que habilmente insinua que desde que Richie acordou, ele tem expressado

confusão devido ao ferimento e tem acusado Francis de ser “O Rato”. Leonard também oculta a fita, um elemento crucial que abala ainda

mais a confiança de Francis e de Richie.

Sob a pressão do momento e alimentado pela desconfiança instigada por Leonard, os dois acabam apontando armas um para o outro.

Richie, agindo impulsivamente, dispara primeiro, falhando em acertar Francis. Em um ato de retaliação e possivelmente considerando a

situação como legítima defesa, Francis reage disparando sua arma e acabando por matar Richie, sem considerar completamente as

consequências imediatas (como a chegada iminente de Roy Boyle).

Às pressas, ele coloca o corpo de Richie dentro de um baú na sala de edição.

 

Por que Leonard deixou Londres e veio para Chicago?

Ao longo da trama, o filme mantém uma atmosfera de jogo e engano, com Leonard como o mestre dessa suposta manipulação. Cada vez

que sua partida de Londres é questionada, seus motivos variam, seja vindos de Francis, Richie, Roy Boyle ou do próprio público; sempre

há uma resposta diferente.

Inicialmente, ele sugere que deixou Londres devido à guerra, afirmando ter participado da Primeira Guerra Mundial (e não da Segunda,

como ousadamente afirmado). No entanto, quando confrontado novamente sobre o assunto, ele alega ter deixado a cidade por causa da

“fúria do blue jeans”. Como cortador de profissão, ele estava estranhamente contrariado com a nova moda que varria a cidade e desejava

partir imediatamente para continuar sua carreira confeccionando ternos.

Mais adiante, durante o confronto emocional com Roy Boyle e o violento interrogatório de Mable, Leonard finalmente confessa a verdade

por trás de sua partida de Londres: os crimes cometidos em sua própria calçada. Esta é possivelmente a resposta mais precisa e correta,

embora também descubramos a extensão do motivo mais tarde. Leonard revela que, devido aos crimes, sua loja em Londres foi incendiada,

resultando na morte de sua esposa e filha, que foram queimadas vivas junto com o estabelecimento. Essa revelação lança uma nova luz sobre

os motivos profundos e dolorosos que impulsionaram sua mudança para Chicago.

 

Quem foi Leonard em sua vida passada?

A revelação das tatuagens de Leonard nos momentos finais do filme é uma das principais conclusões que apontam para sua verdadeira

identidade. Ao lentamente despir o terno e expor as tatuagens em seu corpo, fica claro que ele foi um membro violento de uma gangue

associada a uma das famílias criminosas mais influentes de Londres. Essas tatuagens são uma marca distintiva de afiliação a um sindicato

do crime, uma implicação poderosa de seu passado sombrio.

Ficamos sabendo que Leonard desejava deixar para trás uma vida de violência e crime, buscando uma nova oportunidade em Chicago.

No entanto, sua antiga família criminosa percebeu suas intenções e retaliou, incendiando sua loja e resultando na trágica morte de sua

esposa e filha.

Essa revelação adiciona uma camada profunda de complexidade ao personagem de Leonard, revelando os motivos profundos e sombrios

que o impulsionaram a buscar uma nova vida em outro continente.

 

Explicação do final do filme O Alfaiate (2022):

A explicação sobre o significado de “The Outfit” é fornecida por Roy Boyle em algum ponto do terceiro ato do filme. Ele reúne Leonard e

explica que a família Boyle está buscando se associar a “The Outfit” – uma organização criminosa liderada por Al Capone. Ele revela que

ingressar nessa organização seria o próximo passo para os Boyle, e os envelopes com o selo são a maneira pela qual “The Outfit” entra em

contato com eles.

Além disso, Roy compartilha a informação de que a organização o alertou sobre a presença de uma escuta do FBI. Ele percebe que seu filho

não saiu na noite fria apenas para ouvir a fita, especialmente sem o casaco pendurado nos fundos da loja.

Neste ponto crucial, Leonard está prestes a revelar o que está acontecendo, mas é interrompido pela chegada de Francis com Mable.

Francis acusa Mable de ser amante de Richie e menciona ter encontrado vestígios de sangue em seu tapete, sugerindo que ela pode estar

relacionada ao desaparecimento de Richie.

Boyle está enfurecido ao insistir no interrogatório de Mable, apesar dos esforços de Leonard para protegê-la. Nesse momento tenso, o

telefone toca, e Leonard recebe a notícia de que Richie foi encontrado, mas está se escondendo dos LaFontaines, implorando para que seu

pai o resgate. Relutantemente, Roy Boyle começa a sair, mas Francis opta por ficar para trás para desvendar o que Mable e Leonard

estão tramando.

Ao perceber que Mable e Leonard estão planejando algo suspeito e que a ligação era apenas uma manobra para evitar serem encontrados

pelos membros da gangue rival, Francis aponta sua arma para Mable. Ele oferece duas opções para possíveis sobrevivência, mas Leonard

inteligentemente sugere uma alternativa que envolve a sobrevivência de Mable.

Ele propõe que, agora que Boyle saiu, Mable poderia ligar para os LaFontaines, que armariam uma emboscada para Boyle, eliminando-o e

deixando-os como os únicos sobreviventes dessa complicada situação.

Mable faz a ligação para Madame LaFontaine (interpretada por Nikki Amuka-Bird), que oferece uma grande quantia em dinheiro em

troca da fita que Leonard havia mantido escondida. Enquanto os LaFontaines se aproximam, Francis se esconde no armário dos fundos,

instruindo Mable a sinalizá-lo quando a troca estiver concluída. No entanto, Mable e Leonard cruzam com Francis e sinalizam

discretamente sobre sua presença.

O impasse culmina com Leonard fazendo suas últimas revelações, admitindo ter esvaziado a arma de Francis naquela fatídica noite.

Num momento de pressa e compreensão instantânea, os guarda-costas de Madame LaFontaine o abatem.

Com os LaFontaines partindo, levando a fita consigo, Leonard apresenta seu último trunfo: revela que “The Outfit” nunca teve contato com

os Boyles e que foram ele próprio quem enviou as cartas com o emblema da organização. A fita que ele lhes deu continha apenas suas

próprias reflexões sobre a arte de confeccionar um traje, as mesmas que ouvimos ao longo do filme como narração. Então, ele revela o

gravador que manteve na sala, registrando todos os eventos, incluindo o envolvimento dos LaFontaines. Leonard instrui Mable a

entregá-lo ao FBI, libertando-os de qualquer associação com os eventos daquela noite ou antes dela. Com o futuro de Mable garantido,

Leonard se prepara para partir. Ele incendeia a loja e está prestes a sair quando Francis, mortalmente ferido, recobra a consciência.

Na revelação final, Leonard confronta sua verdadeira identidade como um ex-membro de uma gangue em Londres, revelando que sua vida

anterior foi o motivo do incêndio em sua loja em Savile Row, onde aprendeu a arte da alfaiataria. Ele então mata Francis, seu último ato de

justiça própria, usando uma tesoura, sua arma mais confiável.

Explicação dos temas do filme O Alfaiate (2022):

Não são mencionados explicitamente temas em O Alafaiate, contudo, uma das motivações para Leonard conspirar contra os Boyles, apesar

de não ter rancor pessoal contra eles, está enraizada em sua própria experiência. Essa vivência passada, marcada por sua associação com

uma gangue em Londres e pela tragédia que se abateu sobre sua família, moldou sua visão de mundo e influenciou suas ações no presente.

O filme sugere implicitamente temas como vingança, redenção e a complexidade da moralidade humana, explorando como o passado de um

indivíduo pode continuar a influenciar suas escolhas e decisões no presente.

O círculo da violência:

Leonard percebe que, apesar do tratamento favorável recebido dos Boyles, a violência em breve o alcançará. Seu plano demonstra sua

determinação em assumir o controle desses conflitos de gangue e desejar um destino melhor para Mable do que o que ele e sua família

enfrentaram em Londres. O cerne de O Alafaiate reside em quebrar esse ciclo de violência ou, pelo menos, em fazer um esforço para

interrompê-lo antes de seguir em frente

Expulsando o Refúgio:

Outro tema que o filme sugere vagamente é o tratamento dado aos refugiados em um país que não é o deles. Apesar de ter estabelecido seu

próprio negócio, Leonard é tratado como um estrangeiro. A forma como todos, incluindo os Boyles, se referem a ele como “inglês”, em vez

de permitir que ele se sinta integrado ao local e ser chamado pelo nome, é uma sugestão clara desse tema.

Da mesma forma, quando Madame LaFontaine, uma francesa que lidera uma família criminosa que construiu por conta própria, é

desrespeitada por Francis, ela se certifica de deixá-lo ciente de como suas conexões são erradas, colocando-o em seu devido lugar.

O Alafaiate está disponível no Amazon Prime Video.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by MonsterInsights