Em uma reviravolta surpreendente no final de O Juiz, o júri considerou Joseph inocente de assassinato, mas o considerou culpado de homicídio culposo.

"ATENÇÃO: Este artigo contém spoilers importantes sobre o filme "O Juiz"

O desfecho de O Juiz foi marcado por uma série de momentos emocionais ao longo de sua narrativa, amplificando ainda mais o drama do filme. Lançado em 2014 com uma recepção inicialmente

morna, o filme recentemente recuperou popularidade na Netflix. Parte desse ressurgimento se deve ao elenco estelar de O Juiz, que conta com grandes nomes como Robert Downey Jr.

No entanto, o elenco por si só não sustentou todo o filme; O Juiz também precisava de um desfecho emocionante para se destacar como um dos melhores dramas disponíveis na Netflix.

Conforme O Juiz se aproximava do desfecho, diversos enredos importantes precisavam ser amarrados. Desde o julgamento de Joseph até o relacionamento de Hank com Sam e suas tentativas de

reconciliação com seu pai, todos esses elementos atingiram seu ápice simultaneamente, resultando em um final extremamente dramático. No entanto, dada a complexidade dos temas abordados

e a necessidade de resolver todas essas questões, o desfecho de O Juiz também exigia uma explicação cuidadosa.

|   RELACIONADO:

 

Joseph realmente matou Mark Blackwell no O Juiz?

O juiz não diz com certeza de qualquer maneira

Mark Blackwell (Mark Kiely) molhado pela chuva em O Juiz (2014)

A questão central da batalha legal em O Juiz é se Joseph tinha a intenção de matar Mark Blackwell. Apesar de ser um elemento crucial do enredo, o filme não fornece uma resposta definitiva

sobre se Joseph cometeu o assassinato. Os eventos precisos da morte de Mark permanecem obscurecidos porque Joseph não consegue se lembrar devido à sua quimioterapia. Além disso, há

evidências conflitantes: embora Joseph nutrisse ódio por Mark, Hank apresentou argumentos convincentes em sua defesa. Uma das peças-chave de evidência é o fato de Joseph ter percebido

semelhanças entre Mark e Hank, sugerindo que ele não o matou intencionalmente.

Embora a resposta a essa pergunta permaneça em aberto, isso não é necessariamente crucial. Hank poderia ter assegurado um veredicto de inocência para seu pai, independentemente de sua

culpa, usando táticas legais questionáveis, então a questão central nunca foi realmente sobre a culpabilidade de Joseph. Em vez disso, o julgamento serviu como um teste para o relacionamento

entre Joseph e Hank, como é o caso de O Juiz como um todo. Ao longo do processo, Joseph tentou ensinar a Hank sobre a importância de assumir responsabilidade por suas ações, mostrando

que ele não precisava violar a lei como Hank fez e que estava disposto a aceitar qualquer veredicto decorrente disso.

 

Hank acaba com Sam no final do O Juiz?

O relacionamento de Hank e Sam está aberto à interpretação

O destino do romance entre Hank e Sam permaneceu ambíguo no desfecho de O Juiz. Sam expressou seu amor por Hank no final do filme, mas não houve uma resposta definitiva sobre se ele

escolheu ficar com ela. Pouco depois da sentença de Joseph, Hank deixou Carlinville, a cidade fictícia baseada em Massachusetts onde O Juiz foi filmado. No entanto, há algumas indicações de

que eles acabaram juntos, como o fato de Sam ter organizado o velório de Joseph, onde compartilharam um momento íntimo. O relacionamento deles pode ser interpretado de várias maneiras,

mas está claro que ambos têm sentimentos um pelo outro.

Por que o júri considerou Joseph culpado de homicídio culposo

Eles foram influenciados pelas ações de Hank e Joseph durante o julgamento

O capataz do júri se apresenta para proferir o veredicto em O Juiz

Em uma reviravolta surpreendente no desfecho de O Juiz, o júri considerou Joseph inocente de assassinato, mas o culpado por homicídio culposo. Provavelmente, diversos fatores influenciaram

esse veredicto. O homicídio culposo é uma acusação menos grave do que o homicídio doloso, e o júri pode ter optado por essa condenação porque Hank conseguiu retratar Joseph de forma

bastante simpática. No entanto, eles não o absolveram completamente, em parte devido à quantidade significativa de evidências contra ele e também por causa das próprias declarações de Joseph

durante o julgamento, incluindo sua admissão de ódio por Mark e desejos negativos em relação a ele.

Como Hank e Joseph foram capazes de perdoar um ao outro, explicado

Hank e Joseph aprenderam um com o outro e se viram como eram

Ao longo de O Juiz, Hank e Joseph enfrentaram altos e baixos em sua jornada para reparar seu relacionamento, havendo momentos em que a reconciliação parecia distante. No entanto, no

desfecho do filme, os dois desenvolveram um novo respeito mútuo e até começaram a participar de atividades que fortaleceram os laços entre pai e filho, como pescar. O perdão entre Hank e

Joseph veio quando ambos começaram a enxergar as coisas sob a perspectiva um do outro. Hank percebeu que seu pai era rígido porque queria o melhor para ele, enquanto Joseph reconheceu as

qualidades nobres de seu filho, enxergando além de suas falhas.

Um elemento importante para esse perdão foi o tempo que passaram juntos durante o julgamento. Hank foi obrigado a ficar ao lado de Joseph durante todo o processo, proporcionando

oportunidades para que ambos demonstrassem o quanto haviam mudado. A visita de Lauren a Joseph permitiu que Hank visse um lado amoroso de seu pai, mudando sua percepção. Por sua vez,

Joseph testemunhou a habilidade e dedicação de Hank durante o julgamento, desfazendo a visão negativa que tinha dele.

Explicado o verdadeiro significado do final do O Juiz

Os temas do juiz abordam dignidade, perdão e responsabilidade

Robert Downey Jr. como Hank Palmer em frente a um pódio e estante e o logotipo de The Judge (2014)

No cerne de O Juiz reside uma mensagem poderosa sobre o perdão e a responsabilidade pelos erros do passado. Tanto Hank quanto Joseph enfrentaram suas próprias falhas: Hank, por uma

juventude turbulenta que causou mágoas a muitas pessoas, e Joseph, por sua dureza que afastou seu filho. Ambos precisaram confrontar esses erros e aprender a agir com dignidade para

alcançarem a redenção.

O filme também aborda o tema da dignidade, exemplificado pelo desejo de Joseph de viver em Carlinville e aceitar seu destino com dignidade. Da mesma forma, Hank passou por uma jornada de

autoaperfeiçoamento, abandonando sua advocacia antiética e encontrando uma nova forma de honrar sua profissão. Essa transformação foi fundamental para o reconhecimento de Joseph, que

viu em seu filho um advogado de valor. No final, ambos encontraram a paz e a dignidade que tanto buscavam.

O Juiz: está disponível para transmissão na Netflix

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by MonsterInsights