Uma reflexão sobre o que levou Evan a mentir para os pais de Connor.

Aqueles que enfrentam desafios de saúde mental necessitam não apenas de medicamentos, mas também de amor e aceitação. São indivíduos

quebrados em busca de alguém para ajudar a juntar os pedaços. Seu desejo mais profundo é pertencer a algo, a alguém, e não se sentirem

sozinhos. Stephen Chbosky, conhecido por explorar essas lutas em sua obra icônica “As Vantagens de Ser Invisível”, traz para as telas mais

uma história de um adolescente solitário e introvertido em seu filme musical, “Querido Evan Hansen”.

Adaptado de um aclamado musical da Broadway, “Querido Evan Hansen” segue a jornada de Evan Hansen, um adolescente com ansiedade

social que se vê envolvido em uma mentira moralmente questionável. Ele inventa uma amizade com um colega falecido e, de repente,

torna-se o centro das atenções. Embora Evan encontre o afeto e a conexão que tanto anseia, ele está ciente de que sua falsidade

eventualmente virá à tona.

Sob a direção de Stephen Chbosky, o filme captura sua marca registrada de emoções genuínas, enquanto a narrativa musical de Steven

Levenson adiciona uma camada adicional de profundidade. É uma experiência cativante para os corações cansados, embora possa se perder

na memória facilmente.

 

| RELACIONADO:

Querido Evan Hansen: Conheça o elenco e guia de personagens

 

Resumo Do Enredo De ‘Querido Evan Hansen’

Um estudante do ensino médio, Evan Hansen (Ben Platt), vive com sua mãe divorciada, Heidi (Julianne Moore). Evan enfrenta ansiedade

social e, por isso, faz terapia com o Dr. Sherman. O médico sugere que Evan escreva cartas de incentivo para si mesmo, pedindo a medicação

que o ajudará a enfrentar o dia.

Antes de ir para a escola, Heidi sugere que Evan tente fazer amigos e peça a alguém para assinar o gesso em seu braço. Na escola, Evan pede

a seu amigo da família, Jared Kalwani (Nik Dodani), para autografar o gesso e inventa uma história sobre como ele caiu de uma árvore

enquanto trabalhava como aprendiz de guarda florestal no Parque Estadual Ellison. Jared recusa categoricamente, ressaltando que eles são

amigos da família, não amigos de verdade.

 

No corredor da escola, Evan é confrontado por Connor Murphy (Colton Ryan) de forma agressiva após um mal-entendido. Apesar de sua

irmã, Zoe Murphy (Kaitlyn Dever), pedir desculpas pelo comportamento de Connor, Evan se sente nervoso, especialmente por ter uma queda

por Zoe, e, envergonhado, foge.

Mais tarde, na biblioteca, Evan revisa sua carta e decide mencionar seus sentimentos por Zoe. Porém, por engano, ele a imprime. Enquanto

Evan se dirige ao balcão para pegar a carta, ele esbarra novamente com Connor. Connor, buscando reconciliação, assina o gesso de Evan para

fazê-lo se sentir melhor. No entanto, Connor pega a carta impressa de Evan e lê o nome de sua irmã antes de partir. Acreditando que Evan o

considera louco, Connor fica perturbado e leva a carta consigo.

 

No dia seguinte, os pais de Connor, Cynthia Murphy (Amy Adams) e Larry Mora (Danny Pino), visitam Evan na escola. Eles revelam a Evan

sobre o suicídio de Connor e a carta que encontraram em seu bolso. Cynthia presume que Evan e Connor eram amigos íntimos, já que ele

escreveu uma carta para ele e assinou o elenco. Para confortar os pais enlutados, Evan mente sobre sua amizade com Connor.

Evan tenta consolar e apoiar os pais de Connor, tecendo uma teia de mentiras e enganos. Recebendo o carinho dos pais de Connor e a

atenção de seus colegas de escola, Evan decide continuar com sua farsa. No entanto, qualquer construção baseada em mentiras

inevitavelmente desmorona, e a verdade, sem dúvida, virá à tona mais cedo ou mais tarde.

 

A Invenção Das Mentiras

Querido Evan Hansen construiu uma narrativa fictícia em torno de um suposto ato de bondade de Connor, alegando que o ajudou depois de

uma queda em um pomar de maçãs. A história ganha destaque na internet, transformando Evan em uma espécie de herói improvável.

Inspirada pela comoção, outra estudante, Alana Beck, lança o “Projeto Connor”, um grupo dedicado à conscientização sobre saúde mental.

A falsa narrativa se espalha rapidamente, alimentando o desejo de Evan por amor e atenção. Até mesmo Zoe, compartilha seus sentimentos

por ele, e por um momento tudo parece um sonho realizado. Enquanto isso, os Murphy oferecem pagar as mensalidades universitárias de

Evan, mas sua mãe, Heidi, recusa firmemente a oferta. Essa recusa evidencia não apenas a lacuna entre mãe e filho, mas também prenuncia

uma tempestade iminente.

 

Devido à ausência de Evan no “Projeto Connor”, Alana começou a questionar a genuinidade da amizade de Evan com Connor. Ela apontou

discrepâncias nos e-mails de Evan, nos quais ele mencionava ter escalado árvores com Connor em junho, embora estivessem na escola nessa

época. Além disso, Evan só teve o gesso em setembro, o que não condizia com as datas mencionadas nos e-mails. Evan tentou ganhar a

confiança de Alana ao enviar-lhe por e-mail a nota de suicídio de Connor, que ele tinha consigo quando tirou a própria vida.

Fazendo As Pazes Com A Verdade

Quando “O Projeto Connor” não alcançou o limite esperado, Alana decidiu publicar a carta online para chamar a atenção. No entanto, isso

teve um efeito contrário, já que os internautas começaram a acusar os pais de Connor de negligência, pois ele escreveu uma carta suicida para

Evan e não para eles. Evan testemunhou o caos na casa dos Murphy e se culpou por ter causado sua infelicidade. Era hora de ele intervir e

revelar a verdade.

 

Evan finalmente confrontou sua família sobre as mentiras que inventou em relação à sua suposta amizade com Connor e os motivos por trás

de suas ações. Ele admitiu que ansiava por fazer parte de uma família feliz, especialmente após o abandono de seu pai quando tinha apenas 7

anos e a mãe sempre ocupada com o trabalho. Nunca tendo experimentado tanto afeto e carinho antes, Evan ficou sedento por mais. No

entanto, ele reconheceu que não havia desculpa válida para suas mentiras; as palavras falharam ao tentar explicar seus atos. Com um coração

pesado, Evan deixou sua casa.

 

Uma emocionante cena de flashback revelou que Evan não caiu da árvore, mas sim pulou dela em uma tentativa de suicídio. Apesar de

sobreviver à queda, ele optou por esconder a verdade de sua mãe, que já o via como um fardo por conta de suas próprias lutas. No clímax,

Evan e Heidi finalmente confrontaram suas dores passadas e preencheram as lacunas em sua comunicação. Heidi admitiu que, após a saída

do pai de Evan, ela se esforçou para compensar sua ausência, possivelmente cometendo erros no processo. Logo em seguida, Evan gravou um

vídeo no qual admitia suas mentiras e a amizade fictícia com Connor, pedindo à internet que não culpasse os pais de Connor pelo suicídio.

Sem mais hesitação, ele postou o vídeo online.

 

Final De ‘Querido Evan Hansen’ Explicado

Connor já não estava mais presente, mas Evan ainda desejava conhecê-lo melhor. Ele contatou os amigos de Connor e mergulhou na leitura

de todos os livros favoritos dele, buscando compreender melhor quem ele era. Foi então que ele encontrou Derek Reynolds, um amigo de

Connor durante sua reabilitação. Derek compartilhou com Evan um vídeo emocionante de Connor cantando e tocando violão. Antes do

memorial na escola, Cynthia Murphy revelou a Evan que Connor tinha o hábito de escrever músicas e tocar violão, embora nunca tivesse

tocado para a família. Cynthia sempre quis ouvir o filho cantar, e o vídeo de Connor proporcionou à família algum tipo de encerramento e

conforto, aproximando-os um pouco mais dele.

 

No desfecho, Evan encontrou Zoe no Pomar Memorial de Connor Murphy. Antes dela partir para a escola, Zoe expressou o desejo de

conhecer Evan. Ele revelou a ela que planejava tirar um ano de folga para economizar dinheiro e tentar lidar com suas próprias questões.

Embora ainda houvesse sentimentos não ditos entre eles, Zoe optou por não abordá-los, refletindo que as coisas poderiam ter sido diferentes

entre eles se tivessem se conhecido em outro momento. Antes de partir, Zoe explicou a Evan que o convidou para se encontrar no pomar para

que ele pudesse ver o local onde a história fictícia de Evan com Connor aconteceu. Em um momento de reflexão, Evan escreveu uma carta

para si mesmo no café do pomar, prometendo ser autêntico, não importando o que acontecesse a seguir.

Querido Evan Hansen é um filme de drama musical de 2021, dirigido por Stephen Chbosky . É baseado em uma peça musical escrita por Steven Levenson .

Querido Evan Hansen – ” já está disponível na Netflix

 

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by MonsterInsights