Todas as anotações de Jax Teller da sexta temporada de Sons Of Anarchy

A sexta temporada de “Sons of Anarchy” foi mais uma montanha-russa de emoções! Jax Teller continuou liderando os Sons, e o enredo ficou ainda mais intrincado. Lembro-me das alianças sendo formadas e quebradas, além de alguns novos personagens que mexeram com tudo. A tensão atingiu o ápice, com o clube enfrentando inimigos poderosos e desafios internos. Ah, e não posso esquecer das reviravoltas que deixaram todo mundo de queixo caído. Foi uma temporada cheia de adrenalina, com certeza!

 

|   RELACIONADO:
Sons Of Anarchy: As 10 Frases mais impactantes da série
 

Episódio 1

“Sinto que minha vida deu a volta. Estou seguindo um caminho em que nunca estive, nada é familiar. As placas não fazem sentido, saio da pista, ou continuo pilotando? Vou sozinho ou levo outros comigo? Em quem eu confio para essa jornada?

Agora entendo porque ser um líder requer isolamento. Tenho que me afastar dos que se afetam por minhas decisões. Aqueles que amo, assim como os que odeio. Fica mais e mais difícil ser um irmão quando minhas decisões são as que o pai tem que tomar.

Quando forem velhos suficiente para ver sentido na vida, saberão tudo sobre mim, as coisas que me orgulho, e as que me arrependo. E então terão que tomar suas próprias decisões. Por mais que queira ajudá-los, dizer o que fazer, essas escolhas serão só suas. O único conselho que posso dá-los, filhos… É saber quem vocês são como homens.

Descubram o que importa para vocês, saibam o que está em seu coração, não se distraiam pelo medo, ou histórias, ou pela opinião de gente de fora. Encontrem suas próprias verdades. Isso os levará para as coisas que vocês amam.”

 

Episódio 13

“Existem lições a serem encontradas aqui, mas principalmente, faço isso para que possam me conhecer. Ultimamente, enquanto escrevo isso, sei que significam tanto para mim quanto para vocês.

Esse é o único lugar onde posso me abrir completamente, papel e caneta não julgam, não votam, simplesmente recebem minha verdade e me permitem virar a página. E hoje essa é minha verdade.

Passo a maior parte do tempo aterrorizado, com medo do que fiz, do que estou fazendo, e do que posso fazer. Não é um medo incapacitante, na verdade é o contrário. Ele me faz crescer. Eu o desejo, preciso desse terror para sair da cama de manhã. Está em meu DNA.

Tenho um grande remorso dos atos violentos que cometi, tanto os planejados como os espontâneos, mas acho que o que mais me entristece é que aprendi a justificar esse comportamento. Sempre acho uma razão, um motivo, uma necessidade que me permita limpar o karma de minha culpa nessa selvageria.

Me tornei o que… O que eu odiava. E com essa consciência, tem partes de dias, às vezes até semanas, que evito me olhar no espelho. Meu auto-ódio é tão profundo, tão palpável,

que temo atacar minha imagem, quebrar o espelho e me cortar com cacos do reflexo quebrado.

Desde que meu melhor amigo foi assassinado, perdi o equilíbrio, Ope sempre me empurrava para a direção certa. Agora a dúvida e sensação de desonestidade gritam tão alto em minha mente que a maior parte do tempo não consigo ouvir nada. Amor, camaradagem, liberdade… Todas as coisas que eu queria dessa vida estão perdidas nesse estrondo. Perdoem minha indulgência, filhos, mas hoje pode ser um dia do qual nos lembraremos. Um dia de definição. Quero que leiam essa notas e saibam que pelo menos seu pai foi completamente honesto, então saberão que falo a verdade quando digo que são a coisa mais importante para mim.

Nunca os machucarei, nunca os abandonarei. Eu te amo, Abel. Eu te amo, Thomas. Mais do que amo qualquer coisa ou alguém. Sempre amarei, tudo que faço é pelos meus filhos.”

 

Confira abaixo o link para todos os manuscritos cartas e anotações  de John Teller e Jax teller da série Sons Of Anarchy

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by MonsterInsights