Um Olhar Detalhado sobre o final de Top Gun: Maverick

   "ATENÇÃO:Este artigo contém spoilers importantes sobre o final do filme Top Gun Maverick"

O emocionante desfecho de Top Gun: Maverick coloca Pete “Maverick” Mitchell (Tom Cruise) e sua equipe em uma missão perigosa, onde qualquer membro

do elenco de Top Gun 2 poderia perder a vida. Top Gun: Maverick acompanha Maverick retornando à Escola Top Gun e lidando com a culpa persistente pela

morte de seu amigo Goose anos atrás, enquanto treina seu filho Rooster (interpretado no elenco de Top Gun 2 por Miles Teller). Essa dinâmica é central em Top

Gun: Maverick, culminando em uma arrojada operação aérea na qual Maverick e os demais pilotos lutam pela sobrevivência.

Mais de três décadas após o lançamento do primeiro filme, Top Gun: Maverick demonstrou o interesse contínuo do público na franquia e nas grandes questões

que surgem no clímax da sequência. Dada a tendência de sequências de legado, houve especulações sobre a possibilidade de Maverick morrer na missão, sobre a

reconciliação entre ele e Rooster, e sobre a perspectiva de felicidade com seu novo interesse amoroso, Penny (Jennifer Connolly). O desfecho de Top Gun:

Maverick abordou todas essas questões e provocou o futuro da franquia.

 

RELACIONADO:

O que aconteceu em Top Gun: o final de Maverick?

Maverick mais uma vez prova ser o melhor

O desfecho de Top Gun: Maverick começou com a morte de Iceman, o almirante Tom Kazansky, após o que Maverick perdeu sua proteção e foi destituído do

cargo de instrutor de Top Gun por Cyclone (Jon Hamm) – mas Maverick tinha outros planos. Ele roubou um avião e executou a simulação com perfeição,

demonstrando aos trainees que a difícil missão poderia ser cumprida porque “não é o avião; é o piloto”. Em seguida, Maverick liderou a missão sozinho, o que

finalmente resolveu a animosidade de toda uma vida de Galo em relação ao parceiro de seu falecido pai. Ter Maverick de volta ao assento do piloto criou o

emocionante clímax que o filme estava construindo.

Plano de missão Milagre 1 e 2 de Maverick explicado na íntegra (o que deu errado e certo)

Concluir a missão foi apenas o começo

O desfecho de Top Gun: Maverick começou com a morte de Iceman, o almirante Tom Kazansky, após o que Maverick perdeu sua proteção e foi destituído do

cargo de instrutor de Top Gun por Cyclone (Jon Hamm) – mas Maverick tinha outros planos. Ele roubou um avião e executou a simulação com perfeição,

demonstrando aos trainees que a difícil missão poderia ser cumprida porque “não é o avião; é o piloto”. Em seguida, Maverick liderou a missão sozinho, o que

finalmente resolveu a animosidade de toda uma vida de Galo em relação ao parceiro de seu falecido pai. Ter Maverick de volta ao assento do piloto criou o

emocionante clímax que o filme estava construindo.

Maverick foi designado para liderar a missão de destruição da instalação subterrânea de urânio. Ele escolheu Phoenix (Monica Barbaro) e Bob (Lewis Pullman)

para serem “Dagger 1” com ele, enquanto “Dagger 2” consistia em Payback (Jay Ellis) e Fanboy (Danny Ramirez), com Rooster como seu ala. Hangman (Glen

Powell), que não foi selecionado, ficou abatido e permaneceu de prontidão na cabine de comando do porta-aviões. Tinham apenas 2 minutos e 30 segundos para

voar baixo pelos desfiladeiros, passar pelos mísseis terra-ar inimigos e atingir o alvo. Maverick alcançou o alvo com uma precisão de 3 metros, causando um

impacto direto e criando a abertura necessária.

Maverick foi designado para liderar a missão de destruição da instalação subterrânea de urânio. Ele escolheu Phoenix (Monica Barbaro) e Bob (Lewis Pullman)

para serem “Dagger 1” com ele, enquanto “Dagger 2” consistia em Payback (Jay Ellis) e Fanboy (Danny Ramirez), com Rooster como seu ala. Hangman (Glen

Powell), que não foi selecionado, ficou abatido e permaneceu de prontidão na cabine de comando do porta-aviões. Tinham apenas 2 minutos e 30 segundos para

voar baixo pelos desfiladeiros, passar pelos mísseis terra-ar inimigos e atingir o alvo. Maverick alcançou o alvo com uma precisão de 3 metros, causando um

impacto direto e criando a abertura necessária.

 

Dagger 2 ganhou velocidade e também atingiu o alvo. Apesar de um mau funcionamento do laser, Galo verificou o alvo e o atingiu com sucesso, destruindo a

instalação subterrânea de urânio. Todo o treinamento dos pilotos provou seu valor quando conseguiram superar a íngreme subida de 9,5 g sem colidir com a

montanha. Então, o combate aéreo começou quando o inimigo lançou SAMs e enviou caças de quinta geração para interceptar o esquadrão de Maverick. Todos os

F-18 da Marinha utilizavam sinalizadores para desviar mísseis inimigos, mas Galo escapou quando se tornou alvo de um avião inimigo. Maverick usou seu próprio

avião para proteger Galo, mas acabou sendo abatido.

 

Phoenix/Bob e Payback/Fanboy conseguiram retornar ao porta-aviões, porém Cyclone se recusou a enviar Hangman para resgatar Maverick, presumindo

que ele havia morrido e evitando colocar mais pilotos em risco. No entanto, Galo não desistiu e resgatou Maverick de um helicóptero de assalto inimigo. Galo foi

abatido, mas sobreviveu, e Maverick se reuniu com ele. Juntos, eles dirigiram-se ao campo de aviação inimigo, que foi destruído pelos mísseis Tomahawk da

Marinha, e encontraram um antigo F-14 Tomcat excedente semelhante ao que Maverick voou no Top Gun original. Maverick e Rooster decolaram com o F-14,

mas foram interceptados por dois aviões inimigos de quinta geração.

 

Maverick sobrevive e quem morre em Top Gun: Maverick

Um personagem original de Top Gun morre na sequência

Maverick de Tom Cruise abraça Galo no final de Top Gun Maverick

Apesar das dificuldades da missão, Maverick e Rooster de Tom Cruise sobrevivem ao desfecho de Top Gun: Maverick. Determinado a lutar para voltar para casa,

Maverick surpreende o inimigo ao se lançar atrás de um dos aviões e abrir fogo, derrubando-o. O segundo inimigo inicia a perseguição, mas Maverick voa muito

baixo, contando com o terreno para confundir o computador de mira do inimigo. Em seguida, ele utiliza sua manobra clássica de Top Gun para inverter seu F-14 e

abater o avião inimigo – mas os heróis ainda não estão livres. Maverick está sem armas enquanto um novo caça inimigo se aproxima deles pela frente.

Temendo que eles não sobrevivessem, Maverick pediu que Goose ejetasse, mas a capota do antigo avião não abria. No último segundo, o caça inimigo foi destruído

por Hangman, que correu para resgatar seus amigos depois que o sinal do transponder de Goose foi detectado pelo porta-aviões. Maverick, Goose e Hangman

retornaram ao porta-aviões para as boas-vindas dos heróis (com a Marinha usando uma rede para pegar o F-14 de Maverick, que perdeu o trem de pouso

dianteiro), mas não antes de Maverick realizar seu sobrevoo ilegal de marca registrada da cabine de comando para sacudir propositalmente o Cyclone.

A rivalidade entre Hangman e Rooster terminou, assim como a de Iceman e Maverick no final de Top Gun, e Maverick e Rooster finalmente se

reconciliaram. Maverick também se torna o primeiro piloto a abater cinco aviões inimigos, contando os três caças MiG russos que derrubou em Top Gun.

O único personagem a morrer em Top Gun: Maverick é Iceman, de Val Kilmer, que morre fora da tela, mas recebe uma homenagem adequada.

 

Como Top Gun: Maverick homenageia Iceman (e Val Kilmer)

As próprias lutas de saúde de Kilmer incluídas no filme

A homenagem a Iceman e a Val Kilmer em Top Gun: Maverick foi uma das partes mais emocionantes do filme. Em Top Gun, Tom “Iceman” Kazansky conquistou

o troféu Top Gun e foi o primeiro de sua classe em 1986 (enquanto Maverick foi o segundo). Iceman aproveitou esse sucesso em uma distinta carreira na Marinha,

eventualmente ascendendo ao posto de almirante de quatro estrelas e comandante da Frota do Pacífico dos Estados Unidos. No entanto, o almirante “Iceman”

Kazansky nunca esqueceu como Maverick salvou sua vida no final de Top Gun, após o qual Iceman e Maverick permaneceram amigos íntimos. Iceman se

tornou o anjo da guarda de Maverick, protegendo-o e restaurando sua posição sempre que a Marinha ameaçava ordenar um tribunal do Capitão Mitchell ou

expulsá-lo.

Foi Iceman quem designou Maverick de volta para Top Gun como instrutor para os estagiários, porque ele acreditava, desde o final de Top Gun em 1986, que

“A Marinha precisa de Maverick“. Tragicamente, Iceman morreu de câncer na garganta em Top Gun: Maverick, e o filme refletiu a batalha na vida real de Val

Kilmer contra a doença, embora o ator agora esteja livre do câncer após uma luta de seis anos. No entanto, o câncer afetou a capacidade de fala de Kilmer, e é por

isso que o momento em que Iceman decide falar com Maverick e perguntar-lhe: “Qual de nós é o melhor piloto?” foi tão comovente.

Antes da última fala de Iceman em Top Gun: Maverick, ele enviou uma mensagem para Maverick durante todo o filme. Mas quando Iceman morreu, Maverick

perdeu a proteção de seu maior e mais poderoso defensor. Apropriadamente, Kilmer é o único personagem importante de Top Gun a retornar para a sequência, e

Top Gun: Maverick deu a Iceman (e Kilmer) o devido valor como as pessoas mais importantes que permaneceram na vida de Maverick desde Top Gun.

 

Maverick prova que a Marinha ainda precisa dele (mas ele está fora… por enquanto)

A luta de Maverick contra a obsolescência é o tema da sequência

Tom Cruise sorrindo enquanto andava de moto em Top Gun: Maverick
O arco de Maverick em Top Gun: Maverick foi projetado para mostrar que ele ainda tinha um lugar na Marinha - embora o próprio Pete nem sempre tivesse

certeza disso. Enquanto seus colegas do Top Gun, como Iceman, ascenderam a almirantes, Maverick permaneceu como capitão e ficou fora da Marinha por 35

anos. Após o término do primeiro Top Gun, Maverick retornou a Miramar para se tornar instrutor de voo, mas durou apenas dois meses. Maverick passou as três

décadas seguintes “irritando” um almirante após o outro, e o capitão Pete Mitchell, sendo literalmente um dissidente, tornou impossível para a Marinha promovê-

lo, apesar de suas condecorações e realizações.

Quando Top Gun: Maverick começa, Maverick é um piloto de testes do programa Darkstar e se torna “o homem mais rápido do mundo” ao provar que pode

quebrar Mach 10. Ele alcança um recorde de Mach 10,3 antes de seu avião explodir. No entanto, em vez de ser aclamado como herói, o almirante Cain (Ed Harris)

quer expulsá-lo da Marinha. No início do filme, o almirante Cain revela a Maverick seu plano de eventualmente substituir os pilotos por drones. Embora esse

plano ainda possa se concretizar, o trabalho de Maverick com os trainees do Top Gun prova o valor insubstituível dos pilotos que podem tomar decisões

rapidamente e são guiados pelo instinto.

Maverick ensina os trainees do TOPGUN a pensar fora da caixa e a levar a si mesmos e a seu hardware além de seus limites. No entanto, o sucesso de Maverick na

missão climática de destruir a instalação de urânio não lhe rende uma promoção, algo que ele não deseja de qualquer maneira. Maverick “pertence” a um cockpit e

ainda é um piloto brilhante, apesar de ser décadas mais velho que seus estagiários e comparado a seus ex-colegas, que agora são todos oficiais de bandeira em terra.

Ele prova que ainda tem algo único a oferecer à Marinha, mas a Marinha ainda duvida de seu valor e provavelmente sempre o fará, apesar de suas conquistas.

 

Maverick e Rooster se reconciliam (como Goose teria desejado)

O legado de Goose é forte ao longo da sequência

Imagem personalizada de Maverick e Rooster em Top Gun 2

A animosidade de Rooster com Maverick resultou do fato de que seu pai, Goose, morreu em 1986 sob o comando de Maverick, mas havia também um segundo

motivo. Maverick retirou a inscrição de Rooster para a Academia Naval, o que custou ao piloto mais jovem quatro anos de carreira. O que Rooster não sabia é

que Maverick fez isso porque sua mãe, Carole Bradshaw (Meg Ryan), que já faleceu, não queria que Rooster se tornasse piloto como seu pai. Maverick honrou

os desejos de Carole e assumiu toda a culpa do Rooster para que ele não culpasse também a mãe.

Isso é algo que Maverick confessou a Penny, mas não a Rooster. Claro, o espírito de Goose paira sobre Maverick e Rooster em Top Gun: Maverick.

Em momentos de incerteza, ambos dizem: “Fale comigo, Ganso/pai” e evocam o falecido piloto bigodudo. Rooster até toca “Great Balls of Fire” no piano, como seu

pai fazia quando Rooster ainda era muito jovem. Depois que Maverick e Rooster sobreviveram à provação de serem abatidos e pilotaram seu F-14 roubado de

volta para casa, Rooster finalmente viu o que seu pai viu em Maverick e sua habilidade de voar.

Maverick tentou ser uma figura paterna para Rooster quando ele estava crescendo, mas no final de Top Gun: Maverick, Bradley e Pete são mais parecidos com

seus pares do que Maverick e Goose eram. Rooster até decide ajudar a restaurar o Mustang P-51 vintage de Maverick em seu hangar, onde ele está cercado por

doces lembranças de seu pai.

Maverick e Penny têm um final feliz

Como Penny difere do interesse amoroso original de Maverick?

Penny Benjamin (Jennifer Connelly) é uma antiga paixão de Maverick que voltou à sua vida quando ele retornou para Top Gun. Penny e Maverick perderam

contato ao longo dos anos, depois que ele a levou para um encontro a bordo de um caça roubado e quase foi expulso da Marinha. Penny parece entender Maverick

de maneira única, e sua atração mútua é palpável, mas dada a reputação de Pete de não ser confiável, ela não tinha certeza se poderia se comprometer com ele, e

vice-versa. Mesmo assim, Penny reconheceu que Maverick havia amadurecido e que ainda queria retribuir a Top Gun porque estava longe de terminar sua carreira

como piloto de caça.

Quando o triunfante Maverick voltou ao bar de Penny, The Hard Deck, após a missão culminante do filme, Penny havia partido porque levou sua filha

adolescente, Amelia (Lyliana Wray), de férias. Embora não tenha sido explicitamente declarado, é provável que Penny tenha saído porque temia que Maverick

não voltasse desta missão – a dura realidade de estar em um relacionamento com um soldado dedicado.

Quando ela recebeu a notícia de que Maverick estava vivo e voltou para casa, Penny retornou e se reuniu com ele. Maverick só teve um interesse amoroso

anterior em Top Gun, Charlie (Kelly McGillis), mas isso foi há 35 anos. Maverick e Penny parecem mais equilibrados, e ela pode finalmente ser aquela que fará

com que Pete Mitchell assuma um compromisso de longo prazo.

Top Gun: Maverick é o fim de Tom Cruise?

O sucesso da sequência torna possível uma trilogia

Imagem personalizada de Phoenix, Maverick e Rooster em Top Gun 2

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by MonsterInsights