Conferimos a lista de todos os jogos que ganharam o prêmio GOTY (Jogo do Ano) no The Game Awards, gala de Geoff

Keighley que reúne votos de jornalistas de todo o mundo.

No final do ano, cada revista de videogame distribui seus próprios prêmios aos melhores e mais brilhantes da temporada de lançamentos. E entre os prêmios, é raro que não haja um prêmio acima de todos os

outros, o Jogo do Ano, o GOTY.

Mas, como em outras disciplinas artísticas, um prêmio eventualmente se torna mais importante que os outros. No cinema seria o Oscar, nos quadrinhos seria o Eisner e na música seria o Grammy. Seria o

Prêmio Nobel de literatura e, na televisão, o Emmy Awards. No caso dos videogames, seria o GOTY, apresentado nothe Game Awards, gala de Geoff Keighley.

Por um lado, é o que tem maior impacto (atrai um público de milhões). Por outro lado, é votado por jornalistas credenciados de todo o mundo. Na verdade, é o prémio de referência e a lista de vencedores

resume as idas e vindas da indústria na sua curta história. E hoje vamos dar uma olhada em como alista de vencedores evoluiu ao longo dos anos.

|RELACIONADO:

O jogo possui um modo de criação de personagem que permite a você, criar um jogador NFL personalizado, que ainda pode ser negociado durante uma temporada. O game apresenta

gráficos lindos e ótima jogabilidade, buscando mais imersão, além de uma experiência de simulação mais realista. E com certeza mereceu o primeiro Goty da história!

 

Há cinco anos, Carl Johnson fugiu da pressão da vida em Los Santos, San Andreas, uma cidade sendo destruída por problemas com gangues, drogas e corrupção. Onde estrelas de cinema

e milionários fazem o melhor que podem para evitar traficantes e bandidos. É começo dos anos 90. Carl volta para casa. GTA San Andreas é incrivél e esse não viria ser o primeiro Goty da franquia.

 

Chris Redfield, herói que volta ao Resident Evil, segue no encalço do mal ao redor do mundo. Após se juntar a uma nova organização, Chris segue para a África, onde a última ameaça bioterrorista está

transformando as pessoas e animais da cidade em criaturas ensandecidas e sem controle. Quase Toda a saga de Resident Evil merecia um Goty mas infelismente não voltou a vencer até o momento  (Atualizado 2023)

 

The Elder Scrolls IV: Oblivion é um jogo eletrônico de RPG de ação desenvolvido pela Bethesda Game Studios para Microsoft Windows, Xbox 360 e PlayStation 3. É o quarto jogo da série The

Elder Scrolls. Foi lançado em março de 2006 para Windows e Xbox 360. A versão para o Playstation 3 foi lançada cerca de um ano depois, e mesmo assim levou o Goty de 2006 com unaminidade.

 

BioShock é o first-person shooter em que tudo pode ser usado como arma. Ambientado numa utopia subaquática falhada, BioShock oferece total liberdade para transformares o ambiente, os inimigos e

até a água e o fogo em armas poderosas para usares contra os teus adversários.

 

Descrição. Grand Theft Auto IV é o quarto jogo da mais famosa franquia da Rockstar e um dos jogos mais vendidos de todos os tempos. O jogador assume o papel de Niko Bellic, um europeu que vai aos Estados Unidos em busca de

melhores condições de vida, mas acaba se envolvendo em negócios perigosos e intrigas. Como disse anteriormente esse já é o segundo Goty do GTA merecido com certeza.

 

É o segundo título principal da série Uncharted e foi lançado exclusivamente para PlayStation 3 em outubro de 2009. Na história, os jogadores controlam Nathan Drake, um caçador de tesouros que se alia à colega Chloe Frazer com

o objetivo de encontrar a mitológica cidade perdida de Sambala. A parte do trem em Uncharted 2 Among Thieves é incrivel os gráficos, trilha sonora e jogabilidade são ótimos, mais a história é de cair o queixo por isso levou o GOTY dessse

ano.

 

2010 – Red Dead Redemption

Em Red Dead Redemption, viva as aventuras épicas do oeste que marcaram uma geração. Quando a família do ex-fora da lei John Marston é ameaçada por agentes federais, ele se vê obrigado a caçar a gangue de criminosos formada pelos seus

antigos amigos. Red Dead Redption é oque se chama de obra prima, levou o GOTY e nunca vai ser questionado.

 

Skyrim irrompeu em uma guerra civil depois que um de seus reis foi assassinado. Paralelamente, o deus Alduin (“Devorador de Mundos”, também conhecido em outras partes do Império como o mais importante dos Nove, Akatosh), que assume a

forma de um enorme dragão, surgiu para destruir todo o mundo. Até hojê mais de 10 anos após seu lançamento Skyrim ainda é endeusado pelos fãs, e o GOTY é mais do que merecido.

 

“The Walking Dead” da Telltale Games é amplamente elogiado por sua narrativa envolvente e emocional, com personagens bem desenvolvidos e escolhas impactantes que moldam a trama. O estilo artístico distinto, a atmosfera sombria e a trilha

sonora intensificam a imersão, enquanto o formato episódico e o desenvolvimento profundo de personagens contribuem para a reputação positiva do jogo. The Walking Dead da Telltale não levou só o GOTY é o vencedor de mais de 80 prêmios em

sua existência.

 

 

O jogo se passa no estado ficcional de San Andreas, com a história da campanha um jogador seguindo três criminosos e seus esforços para realizarem assaltos sob a pressão de uma agência governamental. O mundo aberto permite que os jogadores

naveguem livremente pelas áreas rurais e urbanas de San Andreas. GTA V é tão bom mais tão bom que dez anos depois ainda contínua lindo.

 

Dragon Age: Inquisition ganhou o prêmio de Game of the Year em 2014 devido à sua narrativa envolvente, mundo aberto visualmente impressionante, jogabilidade dinâmica e sistema de combate robusto. A capacidade de personalização do

personagem, formação de alianças e influência no mundo, juntamente com a excelência técnica em gráficos e trilha sonora, contribuíram para o reconhecimento generalizado e a conquista do título. O jogo superou críticas anteriores, consolidando-se

como uma experiência notável no gênero.

 

The Witcher 3: Wild Hunt conquistou o prêmio de Game of the Year (GOTY) em 2015 devido à sua narrativa envolvente, vasto mundo aberto e jogabilidade excepcional. O jogo foi elogiado por sua trama complexa, personagens profundos e escolhas

morais impactantes. O protagonista Geralt de Rivia cativou os jogadores, enquanto o mundo expansivo de The Witcher 3, repleto de missões envolventes e ricas em histórias, ofereceu uma experiência imersiva única. Os gráficos deslumbrantes, trilha

sonora marcante e atenção aos detalhes contribuíram para a excelência técnica. A combinação desses elementos solidificou The Witcher 3 como uma obra-prima do RPG, garantindo seu merecido reconhecimento como Game of the Year.

 

Overwatch recebeu o prêmio de Game of the Year em 2016 devido à sua revolucionária abordagem ao gênero de tiro em primeira pessoa. A Blizzard entregou uma experiência única ao combinar jogabilidade acessível, diversidade de personagens e

estratégias de equipe. A presença marcante de heróis carismáticos, design visual cativante e atualizações regulares contribuíram para a longevidade e atração contínua do jogo. A abordagem inovadora da Blizzard ao multijogador online, enfatizando

o trabalho em equipe e a inclusividade, solidificou Overwatch como um fenômeno que transcendeu o gênero, ganhando reconhecimento e o título de Game of the Year.

 

The Legend of Zelda: Breath of the Wild ganhou o prêmio de Game of the Year em 2017 devido à sua revolucionária abordagem de mundo aberto. O jogo da Nintendo reinventou a franquia, oferecendo uma vasta Hyrule explorável e interativa.

Com gráficos deslumbrantes, uma narrativa imersiva e a liberdade de abordar desafios de maneiras variadas, Breath of the Wild redefiniu as expectativas do gênero de ação-aventura. A inovação, combinada com o charme característico de Zelda,

consolidou o jogo como uma conquista notável, resultando no merecido reconhecimento como Game of the Year.

 

God of War ganhou o prêmio de Game of the Year em 2018 devido à sua reinvenção da icônica franquia. O jogo da Santa Monica Studio combinou narrativa épica, desenvolvimento emocional de personagens e jogabilidade envolvente. A transição da

mitologia grega para a nórdica trouxe uma nova profundidade à história de Kratos, enquanto a perspectiva de câmera próxima intensificou a experiência. Gráficos de alta qualidade, combate visceral e uma trilha sonora impressionante contribuíram

para o impacto global. God of War recebeu aclamação por elevar o padrão dos jogos de ação e mereceu o título de Game of the Year.

 

Sekiro: Shadows Die Twice venceu o prêmio de Game of the Year em 2019 por sua abordagem única ao gênero de ação. Desenvolvido pela FromSoftware, o jogo cativou os jogadores com um combate preciso e desafiador, um mundo intricado e uma

narrativa envolvente. A mecânica de ressurreição do protagonista, Wolf, adicionou uma camada estratégica ao gameplay. Os visuais impressionantes, design de níveis meticuloso e a habilidade de mergulhar os jogadores em um Japão feudal sombrio

contribuíram para o sucesso. Sekiro recebeu elogios por sua originalidade e elevou o padrão dos jogos de ação, justificando sua vitória no Game of the Year.

 

The Last of Us Part II conquistou o título de Game of the Year em 2020 devido à sua narrativa profundamente emotiva, personagens complexos e produção técnica excepcional. Desenvolvido pela Naughty Dog, o jogo continuou a história

pós-apocalíptica do original, abordando temas sombrios e morais de maneira envolvente. A representação inclusiva e a jornada de vingança de Ellie foram elogiadas por sua ousadia e maturidade. A jogabilidade refinada, gráficos de alta qualidade e

trilha sonora impactante contribuíram para a experiência intensa. The Last of Us Part II recebeu reconhecimento crítico por sua ousadia narrativa e contribuição significativa ao meio, resultando na conquista do Game of the Year.

 

Em 2021, It Takes Two ganhou o cobiçado título de Game of the Year graças à sua abordagem inovadora e cativante no gênero de aventura cooperativa. Desenvolvido pela Hazelight Studios, o jogo se destacou pela narrativa envolvente, centrada na

colaboração entre dois personagens, Cody e May, que representam um casal em processo de divórcio. A jogabilidade única, repleta de quebra-cabeças criativos e desafios variados, promoveu uma experiência cooperativa emocionante. Com gráficos

encantadores, humor irresistível e uma mensagem tocante sobre relacionamentos, It Takes Two foi aclamado por sua originalidade e conquistou merecidamente o prestigiado prêmio de Game of the Year.

 

  • 2022 – Elden Ring

Em Elden Ring, o jogador incorpora um Maculado, guerreiro guiado pela força da Graça para portar o poder do Anel Prístino e torna-se um Lorde Prístino. A trama tem como cenário as Terras Intermédias, um local

governado pela Rainha Marika.

 

2023  baldurs gate 3

Em Baldur’s Gate 3, reúna seu grupo e volte aos Reinos Esquecidos em uma história de amizade e traição, sacrifício e sobrevivência, e tentação pelo poder absoluto. Habilidades misteriosas despertam em você, semeadas por um parasita devorador

de mentes no seu cérebro.

Ao percorrer a galeria dos vencedores do prêmio Game of the Year, somos conduzidos por uma viagem fascinante através da evolução dos videogames. Cada título agraciado não apenas representa um triunfo em sua época, mas também deixa um

impacto duradouro na indústria. Se o desejo de se aventurar por terras inexploradas e experienciar o que de melhor os jogos têm a oferecer bate à sua porta, não hesite em se entregar a esses tesouros interativos. São verdadeiras obras de arte digitais

que transcendem o entretenimento, imergindo os jogadores em narrativas ricas, desafios emocionantes e mundos visualmente deslumbrantes. Portanto, mergulhe de cabeça nesse universo vasto e diversificado, pois cada título premiado é mais do

que um jogo; é uma jornada única, pronta para ser desfrutada por todos os amantes da arte dos videogames.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by MonsterInsights